Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Skip directly to content

Após cobrança de MS, Ministério da Saúde libera vacinação para crianças de cinco a 11 anos de idade

Data: 
17/12/2021 - 15:45

 

O Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, comemorou a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que autorizou nesta quinta-feira (16), a aplicação da vacina contra a Covid-19, a Pfizer - em crianças de 5 a 11 anos de idade. Como sempre, Mato Grosso do Sul esteve à frente dos demais estados na Campanha de Imunização Contra a Covid-19 e cobrava, constantemente, uma posição do Ministério da Saúde quanto ao início da imunização de crianças no país.

O último ofício reiterando o pedido foi encaminhado na última segunda-feira (13), diretamente ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e à Secretária Extraordinária de Enfrentamento a Covid-19, Rosana Leite de Melo, com o propósito de solicitar a análise de viabilidade para o início imediato da vacinação em crianças na faixa etária de 5 a 11 anos de idade, com imunizantes Pfizer, a fim de ampliar a cobertura vacinal da população, em Mato Grosso do Sul.

“Nós sempre fizemos essa defesa e sempre solicitamos uma definição do Ministério da Saúde quanto a este tema. Sabemos que há inúmeras variantes do Coronavírus em circulação em nosso Estado e no país. Assim, embora tenha sido autorizada, esperamos que a imunização inicie o quanto antes em nosso país. Mas pelo simples fato de já ter sido liberada, vem de encontro com que preconizamos em nosso Estado – que é proteger a nossa população. Agora, mais do que imprescindível, proteger o que temos de mais valioso que são as nossas crianças”, diz Geraldo Resende.

Embora tenha sido autorizada pela Anvisa, a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade, ainda não há uma previsão de quando o Ministério da Saúde iniciará esta imunização. “Mas já fomos informados que a vacina da Pfizer para crianças terá uma dosagem e composição diferentes daquela utilizada para os maiores de 12 anos. Inclusive, a tampa será diferente sendo na cor laranja, para não haver confusão. Então, os imunizantes que temos em estoque em nosso Estado não são apropriadas para a vacinação de crianças, precisamos agora, aguardar o Ministério da Saúde nos enviar as doses e iniciar o processo no país. Em Mato Grosso do Sul, temos 291.800 crianças nesta faixa etária, aptas a se vacinarem”, explica o secretário estadual de Saúde.

A Vacina

A autorização concedida pela Anvisa veio após análise técnica criteriosa de dados e estudos clínicos conduzidos por laboratório. Segundo a equipe técnica da Agência, as informações avaliadas indicam que a vacina é segura e eficaz para o público infantil, conforme solicitado pela Pfizer e autorizado pela Anvisa.

Assim, a formulação da vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas, com pelo menos 21 dias de intervalo entre as doses. A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas. Para os maiores de 12 anos, a vacina terá tampa na cor roxa sendo aplicada em doses de 0,3 mL.

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina também tem esquema de conservação diferente já que pode ficar por 10 semanas em temperatura de 2º a 8ºC. E a chegada do imunizante aos postos depende do calendário e da logística do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS), que coordena a distribuição das vacinas por meio de programas públicos no Brasil.

 

Fonte: SES