Skip directly to content

Rio Verde de Mato Grosso passa a ser a Capital do Turismo da Rota Norte

Data: 
18/10/2018 - 14:45
Vista aérea da cidade de Rio Verde

Campo Grande

Para aperfeiçoar a gestão do trade turístico e possibilitar o desenvolvimento econômico e sustentável, a Lei 5.262, de autoria do deputado Mauricio Picarelli (PSDB), torna referência a cidade de Rio Verde de Mato Grosso. 

A partir desta quinta-feira (18), com a publicação da nova lei no Diário Oficial, o município passa a ser a Capital do Turismo da Rota Norte do Estado.

“Fundado a partir do garimpo, que no início do Século XX, atraiu milhares de pessoas para a região, Rio Verde virou município em 16 de dezembro de 1953. E hoje, no lugar do ouro como atrativo, a cidade oferece atrações turísticas em dois terços de zona serrana e um terço do baixo Pantanal. É uma das mais importantes áreas de turismo do Estado, com destaque para a Cachoeira das Sete Quedas, Balneário Quedas d´Água e o Balneário Sete Quedas”, afirmou Picarelli.

Também conhecido como mirante do Pantanal, o município é referência em turismo rural e de aventura. “Uma das atrações é a Fazenda Igrejinha, que oferece passeios em ambiente natural, caminhadas em meio à fauna e flora, mirantes, bica d'água e sítio arqueológicos”, acrescentou.

O deputado ressalta ainda a importância do patrimônio hidrográfico. “Rio Verde de Mato Grosso integra a região do Aquífero Guarani, mais um motivo para que esse pujante município receba o título de Capital do Turismo da Rota Norte de nosso Estado”.