Skip directly to content

Marquinhos destaca estabilidade e investimento de R$ 98 milhões em obras

Data: 
05/02/2018 - 08:00
Marquinhos durante discurso

Campo Grande

O prefeito Marquinhos Trad participou na manhã desta sexta-feira (2) da sessão solene de abertura da 2ª Sessão Legislativa, da 10ª Legislatura da Câmara de Campo Grande. Na mensagem ao Poder Legislativo, o prefeito destacou o equilíbrio conquistado no primeiro ano, que pavimentará as mudanças a serem aplicadas em 2018, quando poderá colocar em prática o plano de governo proposto ao campo-grandense.

“Encerramos nosso primeiro ano de gestão com o sentimento de dever cumprido. Sabemos que Campo Grande almeja ser uma cidade moderna, referência na Região Centro-Oeste, símbolo de pujança de um país que pretende superar os entraves das desigualdades sociais e econômicas. Mesmo com as dificuldades interpostas e imprevistos de natureza administrativa, cumprimos as metas propostas, consideradas por muitos como intransponíveis”, declarou o prefeito.

Marquinhos pontuou que venceu o desafio proposto no dia 1º de janeiro de 2017, de garantir estabilidade interna e o apoio de 24 mil servidores. Isso foi possível com a quitação de folhas salariais atrasadas e deste ano, somando R$ 1,7 bilhão; renegociação de dívidas com fornecedores, R$ 286 milhões, e redução dos restos a pagar, de R$ 435 milhões para R$ 89,4 milhões, que representa 79% de redução da dívida recebida.

“Superamos as dificuldades com paciência, sem voluntarismos, revertendo o quadro de instabilidade vivido pela cidade nos últimos anos. Tudo isso foi possível graças a uma equipe dedicada, sensível às necessidades de mudanças. Não superamos todos os problemas, mas conquistamos o equilíbrio necessário para dinamizar nossa gestão. Com a casa arrumada, podemos agora imprimir o ritmo administrativo que Campo Grande merece”, garantiu.

Equilíbrio

O prefeito destacou o esforço emergencial, com redução de ganhos salariais incompatíveis e contratos irregulares e realização de perícias para identificar créditos e débitos com a administração, que está contribuindo para uma economia expressiva.

“Garantimos a continuidade de obras importantes, consolidamos os convênios celebrados com órgãos federais, regularizamos a entrega de uniformes escolares e medicamentos nas unidades de saúde e, mais importante, mantivemos o funcionamento da máquina pública sem greves do funcionalismo. @7Repetimos: estabilidade foi a palavra-chave de 2017”, salientou.

O chefe do Poder Executivo declarou que ainda há muito a se fazer para concretizar o plano de governo, mas acredita que avançou muito ao dar operacionalidade administrativa para a cidade.

“Sabemos ouvir críticas, recuamos quando verificamos erros, revisamos injustiças históricas e abrimos espaço para o diálogo com todos os segmentos vivos da comunidade. A população reconhece que a cidade está sendo reconstruída, ainda que problemas persistam em muitas áreas. Reconhecemos que a população torna-se cada dia mais exigente e requer maior rigor com o dinheiro dos impostos, melhoria da qualidade nas obras sociais, atendimento eficiente à saúde, segurança pública e educação de alto nível”, detalhou.

Parcerias

Marquinhos também citou a importância da participação popular, principalmente nas redes sociais, auxiliando com a diversidade de opinião sobre os mais diversos segmentos. “Nesse primeiro ano de gestão, nossa administração aprendeu a ouvir, ponderar e compreender que a dinâmica da cidade não depende de vontades pessoais exclusivas, porém de consensos pactuados com todas as instituições que representam e vitalizam a cidadania. Acreditamos na realização de parcerias com todos aqueles que desejam mudar Campo Grande para melhor”, afirmou.

Na avaliação do prefeito, esta parceria com governos, poderes, e comunidade em geral possibilitou o encontro dos melhores caminhos e soluções para a coletividade, garantindo da malha viária, implantação de novos centros de educação infantil, e investimento no bem-estar da população.

“Os números são bons: mesmo com a crise, investimos mais de R$ 98 milhões (pagos) em obras sociais e de infraestrutura. Conseguimos sair da agenda negativa e passamos a ser proativos em várias questões que permaneciam travadas há muito tempo: saímos do último lugar no ranking da transparência do Ministério Público Federal e da Controladoria-Geral da União, em 2016, e passamos para o primeiro lugar; desafogamos o trânsito no principal entroncamento da cidade (Avenida Mato Grosso com Avenida Nelly Martins); recapeamos vias importantes; lançamos duas operações tapa-buracos, com investimentos previstos de mais de R$ 100 milhões; inauguramos parques aquáticos e centros esportivos, enfim, fizemos em 12 meses mais do que esperávamos”, pontuou.

Marquinhos Trad encerrou a mensagem pedindo apoio da população para as mudanças que a cidade necessita e enalteceu a parceria dos 29 vereadores de Campo Grande.

“Estamos vencendo os desafios. Somos abençoados por Deus. Contamos com o apoio e a paciência da população. Em 2018 vamos continuar em harmonia com o legislativo municipal e não faltará diálogo, respeito e comunicação. Assim como foi em 2017, quando conseguimos realizar todas as ações com a ajuda dos 29 vereadores. Defendemos a coletividade, inclusive nas tomadas de decisões. Cada projeto e trabalho realizado não é realização de uma pessoa apenas, mas uma somatória do trabalho de todos. Vamos agora entrar no ano da mudança. Temos a certeza de que, em 2018, continuaremos a construção de uma cidade melhor para viver e ser feliz”, concluiu.