Skip directly to content

Governo do Estado investe R$ 7,9 milhões em obras em três municípios

Data: 
14/08/2020 - 08:27
Governo entrega obras em três cidades (Foto: Saul Schramm)

O Governo do Estado encerra a semana com saldo positivo de R$ 7,9 milhões em obras entregues nos municípios de Aral Moreira, Japorã e  Laguna Carapã. 

Os empreendimentos nas áreas de saneamento básico e infraestrutura urbana beneficiam uma população estimada de 28,6 mil sul-mato-grossenses, conforme dados do IBGE.

Na região Sul-Fronteira, as cidades de Aral Moreira e Laguna Carapã inauguraram estações de tratamento de esgoto da Sanesul com 914 ligações domiciliares. No Conesul, o município de Japorã recebeu obras de asfalto e drenagem nas ruas Naviraí, Ponta Porã e Sagarana.

“Nosso governo fez o dever de casa. Temos parceria com os municípios da Sul-Fronteira, do Conesul e de todas as regiões do Estado. Só um governo municipalista está presente nos municípios ajudando nas demandas e colocando os investimentos, que além de gerar emprego e renda melhoram a qualidade de vida das pessoas”, destacou o governador Reinaldo Azambuja.

O saneamento básico em Mato Grosso do Sul tem papel estratégico no radar de investimentos do Governo do Estado, que trabalha no projeto de PPP (Parceria Público-Privada) da Sanesul para universalizar a coleta e o tratamento de esgoto nas 68 cidades onde a estatal opera.

Nesta semana, Reinaldo Azambuja e sua equipe de governo apresentaram a proposta da PPP a investidores da Bolsa de Valores de São Paulo. Pelo menos cinco desses players já têm interesse na parceria. Eles já percorrem o Estado para conhecer a estrutura administrativa e operacional da Sanesul e montam propostas de investimentos que pode beneficiar R$ 1,7 milhão de pessoas. 

Como o Estado já possui 100% de cobertura no tratamento e distribuição de água, a meta da PPP é elevar de 50% para 100% a cobertura de coleta, tratamento e descarte do esgoto nos próximos 10 anos. Para isso, o Governo busca a parceria de uma empresa privada que tope investir R$ 4,5 bilhões nos sistemas de esgotamento sanitário de Mato Grosso do Sul nos próximos 30 anos.