Skip directly to content

Caravina destaca fala de Tereza Cristina no Congresso de Gestores da Agropecuária

Data: 
05/11/2019 - 15:06
Caravina na abertura Congresso

Willams Araújo

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, participou nesta terça-feira (5), da cerimônia de abertura do Congresso Brasileiro de Gestores da Agropecuária.

O ato solene ocorreu no CICB (Centro Internacional de Convenções do Brasil), em Brasília, com a presença de várias autoridades, entre as quais,  da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

Antes desse evento, que ocorre até quinta-feira (7), Caravina participou, na manhã de segunda-feira (4), de reunião do Conselho Político da CNM (Confederação Nacional de Municípios), do qual é um dos membros, onde foram discutidos vários temas de interesse dos municípios. 

O dirigente municipalista considerou fundamental o discurso da ministra, que representa Mato Grosso do Sul no governo do presidente Jair Bolsonaro, sobre a importância da assistência técnica e da sanidade animal para fomentar o setor e possibilitar entrada em mercados externos. 

O presidente da Assomasul também elogiou a ideia de a CNM, na pessoa de seu presidente Glademir Aroldi, de promover o Congresso Brasileiro de Gestores da Agropecuária.

"É a partir de debates como estes que encontramos soluções para as demandas no setor, principalmente nos municípios", colocou Caravina.

Congresso

Em sua fala, Tereza Cristina comemorou a realização do Congresso em parceria com a entidade municipalista, cuja ideia de promover o primeiro encontro técnico e político do agro surgiu em abril durante a XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que reuniu gestores públicos municipais e representantes do governo federal e do Legislativo.

Ela lembrou das reformas - como a da Previdência e Tributária - que estão tramitando no Congresso, dos avanços já obtidos nessa gestão e das expectativas para os próximos meses.

“A assistência técnica foi planejada nesse ano e, ano que vem, será meu maior desafio à frente do Ministério. Espero que vocês, quando voltarem para o município, levem coisa boa e ideias para realizar em prol da agropecuária e dos produtores que aqui representam. Fazer gestão de qualidade é o que precisamos hoje”, colocou a ministra sul-mato-grossense.

Questões sanitárias

Ao listar os desafios que ainda se impõem, ela chamou atenção para as demandas técnicas e financeiras de pequenos produtores e o cumprimento de requisitos de sanidade animal, que são condicionantes para a exportação.

“Se o Brasil não consegue cumprir nem mostrar que tem serviço de sanidade, não adiantam leis, normativas e sanções. Precisamos que as leis sejam adequadas e praticadas”, reforçou.

Antes de concluir, Tereza Cristina lembrou que hoje é dia do Técnico Agrícola e que, em 10 meses de governo, foi possível alcançar melhorias.

Entre elas, o alinhamento do Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) e do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar); a celebração de acordos com a União Europeia e o Mercosul; a publicação de decreto para permitir a comercialização de produtos de origem animal inspecionados por consórcios públicos municipais; e a regulamentação do Selo Arte.

“Hoje temos oportunidade infinita, um Brasil que precisa se profissionalizar e ter esperança”, completou a ministra.Com informações da Agência CNM.