Skip directly to content

Câmara dilata até 10 de setembro prazo para refinanciamento na capital

Data: 
13/08/2019 - 15:06
Vereadores no plenário durante a sessão desta terça

 

A Câmara de Vereadores de Campo Grande aprovou, em única discussão e votação, a prorrogação do PPI (Programa de Pagamento Incentivado), o conhecido Refis, para contribuintes quitarem suas dívidas. 

 

Emenda em nome dos vereadores ao Projeto de Lei 646/19, de autoria do Executivo Municipal, ampliou esse prazo, que foi estendido até o dia 10 de setembro. Os descontos chegam a 90% nos juros para pagamento à vista. 

 

O prazo do Programa havia encerrado na segunda-feira, dia 12, e a proposta do Executivo prorrogando o período para negociação com os contribuintes chegou à Casa de Leis prevendo que fosse estendida até 31 de agosto. 

 

A vereadora Enfermeira Cida Amaral apresentou proposta para estender essa data até 10 de setembro, considerando a possibilidade de adesão das pessoas que vão receber apenas no quinto dia útil e já não contam com reservas suficientes para o pagamento neste mês. A emenda foi aprovada em nome de todos os vereadores, na sessão ordinária desta terça-feira. 

 

Foram mantidos todos os demais benefícios previstos na Lei Complementar n. 355, de 17 de junho de 2019, instituindo o PPI, prevendo a regularização dos débitos decorrentes de créditos tributários e não tributários constituídos ou não, inclusive os inscritos em Dívida Ativa, ajuizados ou não, em decorrência de dívidas até 31 de dezembro de 2018, com isso incentivando-os a retomarem sua capacidade de investimentos. 

 

“Recebemos o projeto prevendo o pagamento até dia 31 e entendendo a reivindicação dos cidadãos, que no fim do mês estão com recursos escassos, foi aprovada a emenda dos vereadores para que o vencimento seja no dia 10 de setembro”, afirmou o vereador Prof. João Rocha, presidente da Câmara Municipal, informando que já foi encaminhado ofício ao prefeito para sanção e publicação em Diário Oficial.

 

A vereadora Enfermeira Cida Amaral agradeceu a sensibilidade dos vereadores pela aprovação. “Recebi várias solicitações de cidadãos informando que recebem dia 1, dia 2 ou até dia 10 de setembro e querem estar em dia com o Município”, esclareceu. 

 

Com a emenda dos vereadores, aprovada anteriormente, o Refis passou a prever desconto de 90% da atualização monetária, dos juros de mora incidentes sobre o valor do crédito tributário e multa, quando houver, no caso de pagamento à vista. Para o parcelamento em até seis meses, a remissão chega a 75%. Já para quem dividir os débitos em 12 vezes, o desconto será de 30%. 

 

O Projeto, com a emenda dos vereadores, ainda precisa ser sancionado pelo prefeito e publicado em Diário Oficial. A Central do IPTU está localizada na antiga Câmara Municipal, localizada na Rua Arthur Jorge n. 500, Centro. Ela funciona das 8 às 16 horas, sem intervalo para o almoço. 

 

O Refis abrange todos os tributos administrados pela Prefeitura de Campo Grande, a exemplo do IPTU, ISS, ITBI e Taxas Públicas. Do dia 1º de julho a 12 de agosto foram arrecadados R$ 21,7 milhões, conforme a Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento.